deixar o chão tocar o corpo

Anúncios
Publicado em corpo e ancestralidade | Deixe um comentário

meia lua de saltos

Publicado em corpo e ancestralidade | Deixe um comentário

banho de noite

Por Rafael Emílio

Publicado em paisagens e percepções sonoras | Deixe um comentário

cardume

lost in translation Rafael Emílio

Publicado em paisagens e percepções sonoras | 1 Comentário

para falar de peixe…

Dourado, vive no rio parado nadando contra a correnteza. Na batalha do movimento contra o movimento.

Papa-terra, vai por baixo, o solo carinhando o pandú pro alimento. Alimento e carinho, carinho e alimento.

Aruanã… um amante, de uma única companhia pra vida. Aqui a fêmea caça e o macho se ocupa da cria, metendo a prole na boca ao primeiro sinal de perigo. Na caça pessoal se lança vertical ao ar, fora d’agua, da mira certeira alimentado está.

Tucunaré vive na boa. Gosta da encosta, do barranco. Nas águas paradas ele para, mas gosta mesmo é do movimento do alimento vivo e nadando, corrida e caça.

Arraia, pipa do rio. Plaina no ar, tímida, fica na areia escondida. Rabiola de ferrão; pisa nela não!!! Se não há quietude, ela sai de tempo, caça boa é paciente e silenciosa.

Maria Farinha. Bicho do mar. Longe de mim. Entra e sai do buraco. Curti o sol. Defende o buraco. Sei o que ela é não. Mas, é bão. Na maré cheia o buraco deve ficar um trem que não vi não.

Pirarucu, famosa pirosca. Rio! Grandão, brilhante, forte, uma dama de brilhantes. Cobiçado. Em extinção. Nutri-se dos menores, um grande caçador que achou seu algoz: invejoso!

Boto. Mito. Rosa. Condenado. Raro. Mais. E. Mais.

Jacaré. Boia. Toma sol, pega de fora. Afoga, morde, dança e gira.  Olhos vermelhos da noite à luz de lanterna amarela.

Martim Pescador mergulha e mergulha. Erro e acerto. Mergulha e mergulha.

Piau, esse peixe é divertido. Vive de bando. Tem vários tipos. Piau Flamengo curiosamente foi o que mais vivi. Eita, mas tá pensando, ele é amarelo e preto. Flamenguista é bicho folgado né?! Se apropriaram das listras… adoro! Piau luta com linha, peixe pequeno e valente. Ligeiro busca segurança mais no fundo ou em buraco de pedra.

Baleia depois de Pinóquio tudo é consequência. Mama amamenta.

Pescadora é minha avó que acreditou e arrastou gerações pela linha de amor. Nunca a vi nadar, só andar, e, pescar. E, amar amar amar. Tudo desagua lá. E volta pra cá.

Água-viva! Pulso, coração, sístole e diástole! Pulsa, queima; lembra?

Pintado deve vir de seus bigodes compridos. Coisa de Dalí. Não vejo mais. Suas pintas. Nem aqui nem poralí.

Sapo começa de girino. Meio peixe começa a nado, cresce e salta pra fora. Mas sempre volta pra água. Lá namora e desova.

Piabinha, engole e aprende a nadar. Reza a lenda popular!

Eu mergulho. Vivo peixe a cada submersão.

Lu do Rio Celeste

Publicado em paisagens e percepções sonoras | 2 Comentários

(((Convite)))

 

Publicado em paisagens e percepções sonoras | Marcado com , , , | Deixe um comentário

salto submerso

fotos por Rafael Emílio

Publicado em paisagens e percepções sonoras | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Melodia que inspira. Paulo Cesar Nunes

Á

Água, mínimo som de lágrima
minando às vezes do silêncio,
outras de gritos que se igualam
e como ondas do mar, se calam.

Água, água – arrulho de pássaro
pousando vida, esta explosão
que entre dois átomos se infiltra
e rui o silêncio, uma barragem.

Água, água, água: palavra
sólida que escorre e molha
o céu da boca, e em silêncio
o chão onde nascem os olhos.

imagem Vivi Domingues

Publicado em paisagens e percepções sonoras | Marcado com , , , | Deixe um comentário

águapé

Orientação imagética para construir e habitar o Corpo d’água.

Publicado em paisagens e percepções sonoras | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

aguaspalavras

Este vídeo foi produzido a partir da proposição AGUAS PALAVRAS ou barcos para navegar, de Glayson Arcanjo para o projeto CONEXÂO SAMAMBAIA, em Goiania -GO. Além desta proposição participam conjuntamente: Andrea Pita e Marcela Borela, com proposição de projeção na piscina. E a performance com os barcos, onde participam Allan Santana, Brisa Vídela, Lorena Fonte, Luan de Carvalho, Monica Poli, Salomé Berjarano e Warla Paiva.

Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário

tabuni tabuce taranga

Primeira pílula audiovisual resultante do Encontro Corpo e Ancestralidade com Ana Continente e Geórgia Cynara.

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Corpos d’água

“Ao andarem pela Terra, falem com os gramados, com os grãos de areia, com as pétalas de flores, com as borboletas, com os insetos, com as formigas, com os pássaros, com as abelhas, com as samambaias, com as folhas, com as gotas da chuva, com o orvalho — e afirme a sua presença. Digam:Eu estou aqui.” Marciniak, Barbara.

Ocupe o momento presente, ocupe o presente do instante, ocupe o espaço de cada hidromolécula do seu corpo.

A partir da idéia da produção rítmica e sonora com a água através do corpo como instrumento proponho a reflexão sobre a imagem do Corpo d’água. No sentido de estimular nossas imaginações juntamente com a capacidade de sonhar conceitos fantásticos, fazendo-os virar realidade, criando esse Corpo d’água, com o qual nos moveremos a partir do pulso, do ritmo interno para composição sonora, perfumando, habitando e colorindo o ambiente em que estivermos:

O que é a água? Por que razão não se consegue viver sem água? De onde vem a água? Existe água no espaço também? Qual é o papel da água? Que tipo de água existe e qual é o seu papel? Água e retenção de memória. Água e energia. Masaru Emoto

Um primeiro broto:

Vivi Domingues

Publicado em paisagens e percepções sonoras | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

renata anaya

Fotografias de Alonso Carrasco.

Publicado em paisagens e percepções sonoras | Deixe um comentário

(((convocatória)))

PAISAGENS E PERCEPÇÕES SONORAS

Terceiro Encontro – Ressonâncias e Percussividades do Corpo na Água.

FACILITADORES

Daniel Jeffs · Paulo Guicheney · Renata Anaya · Vivi Domingues

De 18 a 25 de março, na piscina da FEF/UFG.

Para se inscrever favor enviar currículo resumido e carta de interesse para o email consamambaia@gmail.com

PROPOSIÇÃO

Estudar relações entre corpo, ritmo interno, água e espaço na composição de paisagens sonoras e visuais.

Criação de uma peça mista para Electroacústica e Dança na água.

Programa de trabalho por Renata Anaya:

-Dialogo para definir conceitos utilizados: Aclaración de ideias e propostas
-Realização de gravações de improvisaciones de Dança no espaço
-Realização de gravações de improvisaciones de Dança no água
-Composição em Prootools com as gravações
-Composição de Modulaciones Sonoras através de micro ou macro montagem.

-Ensamble de : Composições e Dança no espaço e no água
-Escuta e re composição da peça
-Espacializacion acústica
-Espacializacion electroacústica e acústica em publico

Publicado em paisagens e percepções sonoras | 2 Comentários

instantâneos disparados no segundo encontro

Novas galerias de imagens clicadas durante o encontro Corpo e Ancestralidade, com as convidadas Ana Continente e Geórgia Cynara, no Campus da UFG, entre 18 e 25 de fevereiro de 2011.

Para visualizar álbum completo no flickr –  (((link de imagens)))

Publicado em corpo e ancestralidade | Deixe um comentário

extremidades – inscrições periféricas

Registros visuais do encontro Corpo e Ancestralidade, por Geórgia Cynara.

Publicado em corpo e ancestralidade | Deixe um comentário

memoria del cuerpo

Cuando el cuerpo no recapacita e incita en su capacidad de estar y ser en plena totalidad, se genera una tensión contenida, que al no estar canalizada, explota y sale como una olla a presión.

Somos nosotros, los que sin ser concientes de este desajuste, andamos a la deriva, siendo dominados por todo aquello no expresado y por lo tanto latente e incongruente.

Somos contenedores de una memoria ancestral que recoge la energía contenida y manipulada de todo un proceso infinito  y a la vez calculado.

Podemos resolver todo este cataclismo con una apertura de conciencia sagrada que tenemos almacenada en nuestro “control remoto”.

Somos lo que fuimos y ello nos hace ser lo que podemos ser. Somos agua que si no fluye se estanca. Somos vertientes que van a parar a un mar de infinitos canales y cuando seamos concientes de que, en origen, venimos de una misma esencia, seremos capaces de abrirnos y fluir en la naturaleza y en la comprensión del ser humano.

La danza, el movimiento, es un canal autentico para abrir y conseguir liberarnos de bloqueos y de las lagunas que creó nuestra memoria por miedo a lo que suponiendo desconocido, esconde una VERDAD ANCESTRAL.

Solo la escucha del cuerpo nos abrirá canales de comunicación con nuestra esencia.

Palavras de Continente

Publicado em corpo e ancestralidade | Deixe um comentário

corpo e ancestralidade

Lista de nomes inscritos para o segundo módulo projeto Conexão Samambaia:

Andrea Pita, Anna Bahatriz, Carolina Boa Nova

Cecy Yade, Claudia Barreto, Cristiane Santos

Danila Mello, Érica Bearlz, Ingrid Rodrigues

Kênya Sampaio, Ladeane Dourado, Lana Costa

Laís Marinho, Letícia Reis, Lorena Fonte

Luciana Celestino, Marcus Vinicius, Marcus Branquinho

Maria Ângela, Nayara Noronha, Renata Lima

Rodrigo Cruz, Rodrigo Zacaaria, Sacha Witkowski

Thais Gomes, Yasmin Lyra, Warla Paiva

* Tragam seus ojás e instrumentos de percussão.

Abraços e até breve!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

(((convocatória)))

CORPO E ANCESTRALIDADE

Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás convida profissionais, estudantes e pesquisadores de artes para segundo encontro do Programa Internacional de Residências Trans-estéticas e Intercâmbio Cultural.

Dias 18, 21, 22, 23, 24 e 25 de Fevereiro de 2011, das 18:00h às 21:00h.

Local: Curso de Dança da FEF (sala a confirmar). UFG, Campus Samambaia.

Vagas Limitadas. Para se inscrever enviar currículo resumido e carta de interesse até dia 16/02 para consamambaia@gmail.com

CONVIDADAS – Facilitadoras

Ana Continente – atriz, bailarina, coreógrafa e professora de dança contemporânea e africana. Atua em projetos multidisciplinares de artes para paisagens urbanas.

Informações http://anacontinentedanza.com/

Geórgia Cynara – coordenadora do curso de Comunicação Social / Audiovisual da UEG. Jornalista, assessora de impreensa, musicista, pesquisadora de cinema e produtora cultural.

Informações http://www.georgiacynara.com/

Publicado em corpo e ancestralidade | 1 Comentário

noite de lançamento

Novo álbum de instantâneos disparados por Ana Rita Vidica na noite (11/12/2010) de lançamento do projeto Conexão Samambaia, no Espaço Glam. Resultado do primeiro encontro “Sinestesias e Visualidades” sob coordenação das convidadas Aki Katai e Fabíola Morais.

(((link de imagens)))

Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário

quase dois meses depois…

… ainda sem dimensionar as proporções deste primeiro encontro devido à multiplicidade de proposições e à diversidade de artistas que ocuparam e colaboraram na Residência Sinestesias e Visualidades, não poderia deixar de registrar meu contentamento e agradecer a cada um por transformar esse momento numa experiência de cumplicidade, expansão do tempo e intensificação da vida e da arte.

Foto de Daniela Schmidt

Agradeço a Aki e Fabíola pela compreensão, confiança e generosidade.

Natássia por abraçar e suavizar nosso encontro.

Rosane Melo pela oportunidade singular de ocupar o Espaço Glam.

Monica por elevar nosso campo de observação e verticalizar as ações.

Aos monitores Beatriz, Luan e Lorena pela dedicação e empenho.

Liana pela adesão incondicional ao projeto.

Brisa e Salomé por ventilar bons rumores e acender corações.

Patricia pela genealidade do humor, projetos e objetos.

Lu pela dilatação dos sentidos e memórias.

Andrea pela complexidade e envolvimento.

Warla e Letícia por corporificarem um sonho de mergulho e banho.

Arcanjo pela simplicidade e sultileza poética das navegações.

Ao Tarik, Pedro, Maiene e Fábrica pelas idéias compartilhadas e espacialização do movimento.

Rosi pela prontidão e admirável leveza.

Ebert e Mateus pela hypada no ambiente.

Kárita e Diego pela disponibilidade e paciência do fazer artesanal.

Mariana pelas medicinais manhãs de Yoga.

Marcela Borela pela inventividade e por articular novas redes.

Delcio, Henrique, Iuri, Lucas, Yohana pela presença produtiva e providencial.

Marcus e Vivi pelo companherismo e por solucionar tantos imprevistos.

Angelo, Lara e Pri pela vibração do som e baticum.

Orlando por facilitar o desenrolar dos brotos.

Ana Rita e Daniela pelas deliciosas fotografias.

Michael, Tatiana e TV UFG pelo registro audiovisual.

Rita, Gilmar, Vinícius e Maria pelos olhares inquietos e desafios.

Emi, Nayana e Vera pelas comidinhas emocionais, funcionais e orgânicas.

Gui pelo trabalho infindo.

Obrigado! Com saudades, Kleber Damaso.

Obs.: Os certificados estão prontos.

Publicado em sinestesias e visualidades | 1 Comentário

salomé e objeto pro corpo n.i.g.m.o.b.


Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário

vestimenta de caboco é samambaia, é samambaia, é samambaia

saia caboco, não se atrapalha, sai do gueto da samambaia

Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário

desenrolando os brotos…

convocatória – tragam seus guardas-chuvas

Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário

n.i.g.m.o.b….


Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário

invitación

LA OSTENTACION. EL ABSURDO EN ACCIONES CONJUNTAS.
CONTRADICCION: CREAR-RESIDIR/ APARENTAR -DEMOLER
EN UNA MANSION, UTILIDAD DE LOS OBJETOS Y LOS ESPACIOS
LA MECANIZACION Y LA POSIBILIDAD EL DISFRUTE
6 PERSONAS?
6 ACCIONES? 1.PUERTAS, 2.LUZ, 3.CAJAS, 4.UVAS. 5. PAPEL HIGIENICO. 6.PLATOS……..>  PISCINA
6 ESPACIOS?
QUIENES QUIEREN?
Abrazo, Salomé.
Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário

navega

Aguaspalavras por Glayson Arcanjo

Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário

conectando bipbip

olá !!! preciso de um help pra editar um vídeo. edição simples : juntar música com uma imagem em loop …tenho o final e imovie …preciso do conhecimento e do tempo … tks!

Publicado em sinestesias e visualidades | 2 Comentários

noturnos

Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário

corpografia

…para ir ao sentido de um discurso, sentido cuja intenção suponho naquele que me fala, era preciso atravessar as palavras; mas que as palavras resistem, elas têm uma espessura, sua existência densa exige, para que elas sejam compreendidas, uma intervenção corporal, sob forma de uma operação vocal: seja aquela da voz percebida, pronunciada ou ouvida de uma voz inaudível, de uma articulação interiorizada. E nesse sentido que se diz, de maneira paradoxal, que se pensa sempre com o corpo: o discurso que alguém me faz sobre o mundo (qualquer que seja o aspecto do mundo de que me fala) constitui para mim um corpo-a-corpo com o mundo. O mundo me toca e sou tocado por ele; ação dupla, reversível, igualmente válida nos dois sentidos.

…o discurso poético valoriza e explora um fato central, sem o qual é inconcebível: em uma semântica que abarca o mundo (é eminentemente o caso da semântica poética), o corpo é ao mesmo tempo o ponto de partida, o ponto de origem e o referente do discurso. O corpo dá a medida e as dimensões do mundo; o que é verdade na ordem linguística, na qual, segundo o uso universal das línguas, os eixos espaciais, direita / esquerda, alto / baixo e outros são apenas projeções do corpo sobre o cosmo.

Paul Zumthor

Publicado em sinestesias e visualidades | Deixe um comentário